MEG CABOT VEIO AO RECIFE PARA O LANÇAMENTO DOS LIVROS “O CASAMENTO DA PRINCESA” E “O DIÁRIO DA PRINCESA – EDIÇÃO COMEMORATIVA”

Por Tifanny Valente

pre-venda-princesa-300x243

Você certamente tem ou já teve um ídolo. Quem nunca sonhou em conhecer aquele ‘famoso’? Um astro do rock, um ídolo Pop, um artista de TV, aquele ator que faz super filmes… Enfim, são muitas as opções de pessoas que encantam a gente, de uma forma, ou de outra. O meu é na verdade uma autora maravilhosa que eu acompanho desde os meus 11 anos de idade, e hoje, com meus 25 anos pude realizar o maior sonho da minha vida inteira: Conhecer Meg Cabot!

Meg lançou o primeiro volume da série “O Diário da Princesa” no ano 2000. Em 2001, uma amiga me apresentou a esse livro, peguei emprestado com ela e o devorei rapidinho. Aí não teve mais jeito, eu estava completamente encantada pela história e pelo estilo que Cabot escrevia. Daí então eu comecei a ficar insistindo para o meu pai comprar os livros dela para mim. E hoje, já somo 62 livros escritos por ela que eu li e tenho guardados com todo o carinho e orgulho nas minhas estantes do meu quarto.

No meio de tantas obras literárias há uma variedade de temas e de público. Existem livros infantis, infanto-juvenis e adultos. Mas todos sempre com muito humor e amor envolvidos em suas narrativas. Há até uma linha de histórias de épocas, em que Meg assina com o pseudônimo de Patrícia Cabot. A série “O Diário da Princesa” ganhou até duas adaptações para o cinema feita pela Disney, tendo Anne Hathaway como a protagonista (Mia Thermopolis) em sua estreia nas telonas, e a brilhante Julie Andrews no papel de Clarisse Renaldi, a avó da personagem de Hathaway. Existe até uma especulação de que vai haver o terceiro filme da série. Vamos cruzar os dedos e torcer muito para que isso se oficialize.

Meg Cabot em Recife

12112431_10153694389654695_4089988788839842967_n

Este ano (2015) foi maravilhoso para os fãs da autora. Primeiramente,  ela decidiu lançar uma edição comemorativa de 15 anos do primeiro volume do livro “O Diário da Princesa”. Essa nova edição traz a obra em capa dura com tecido, um visual super delicado, com ilustrações lindas dentro. E a apresentação é escrita nada mais, nada menos que por Paula Pimenta.

Outra novidade foi o lançamento do 11º volume da série “O Diário da Princesa”. Essa notícia fez muitos fãs vibrarem ao extremo, já que sempre que era questionada sobre um novo livro da saga, a autora dizia que não ia rolar mais, que já tinha concluído a história, e que se fosse escrever mais um, corria o risco de desgastar ou estragar a narrativa.

Mas, 15 anos depois do primeiro volume, a personagem principal da história, a princesa Mia, que cresceu junto com uma geração que acompanha todos os livros desde o começo, agora volta em mais uma trama, trazendo os dramas de uma garota que virou mulher e que agora se ver passando pela fase da formatura da faculdade, a busca pelo primeiro emprego e, finalmente, o casamento!

Junto com a Editora Record, Meg Cabot começa a embarcar em uma turnê pelo Brasil para lançar esses dois livros junto, tanto a edição comemorativa de “O Diário da Princesa”, quanto  “O Casamento da Princesa” (volume 11 da série). E para a minha surpresa e total alegria, Recife fez parte da viagem de Meg.

No meio do caminho aconteceu um pequeno imprevisto, a data escolhida para o lançamento no Recife caiu exatamente em um feriado local, dia do comerciário, e como o local escolhido era dentro da livraria Saraiva de um dos shoppings daqui, a Editora Record teve que procurar um novo espaço, afinal, nessa data a livraria estaria fechada. Que susto isso foi para todos os fãs! Mas, no final, a data foi mantida, o local foi mudado, e tudo deu certo.

IMG_20151019_161836

O evento foi realizado no dia 19 de outubro, uma segunda-feira. No sábado anterior fui até o local que iria acontecer para poder saber direitinho onde seria, e como chegar até lá. No domingo, descobri que já estavam vendendo na livraria Saraiva os livros do lançamento, então, no final da manhã, fui comprar pelo menos um deles para evitar algum problema que poderia surgir na hora. Cheguei ao evento às 5h da manhã para garantir o meu lugar na fila e para tentar ser uma das primeiras. Já tinham cinco pessoas na minha frente, mas pelo menos eu fiquei entre as 10.

As senhas foram distribuídas ao meio dia, e tivemos que ficar em uma fila até esse horário para poder pegarmos uma pulseira para permanecermos na ordem certa de chegada. Parece horrível ficar esse tempo todo esperando sentada no chão, porém esses momentos de espera têm um lado bom. Lá estavam muitos fãs da autora, praticamente todos com a mesma faixa etária minha, ou seja, de 20 a 27 anos. Aproveitamos para nos conhecermos, fazer novas amizades, trocarmos experiências, e, principalmente, conversarmos sobre livros!

IMG_20151019_094404

Como não deu tanta gente como o esperado, que seria pelo menos 500 pessoas (quantidade de senhas disponíveis para o evento), e talvez pela idade da maioria (pessoas mais velhas), tudo ficou mais organizado. Os próprios fãs foram fazendo uma lista com os nomes das pessoas que iam chegando e organizando tudo na ordem certa. Distribuíram uma senha com o número da chegada feito em um papel de caderno mesmo, escrito com caneta normal, para servir como uma pré-senha. De fato, os fãs deram um show de organização, consciência e respeito ao outro.

Infelizmente, não posso falar o mesmo dos verdadeiros responsáveis pela organização do evento. Não trouxeram nenhuma pulseira numerada e não demonstraram nenhuma consideração aos fãs que chegaram cedo e que poderiam perder seus lugares na ordem da fila por falta dessa numeração. Lamentável mesmo! Mas, como eu disse, a gente se agarrou com o que tínhamos em comum, o nosso sonho, e tudo terminou bem (e organizado!).

Ao pegarmos as pulseiras, nosso passaporte para conhecer  Meg, pudemos ir almoçar e depois voltamos para a fila. Eu, com medo de perder o meu lugar, pedi para colocarem a minha comida para viagem e voltei correndo para o local marcado. Às 15h começaram a encaminhar a gente para a sala do evento em grupos de 10 em 10. Lá estavam vendendo os livros do lançamento, para quem quisesse comprar. E às 17h e mais um bocadinho chegou a nossa rainha da literatura: Meg Cabot! Ela foi mesmo, era real. Eu estava realmente realizando o maior sonho da minha vida até hoje.

IMG_20151019_215709

O que falar para vocês do meu momento com Meg? Bem, ela foi extremamente simpática, atenciosa, autografou quatro livros meus e conversou comigo enquanto escrevia seu nome nas obras que escolhi. Dei uma cartinha para ela junto com uma foto que eu revelei em que eu estava com 60 livros que eu tinha dela (isso foi antes de eu comprar os últimos dois) e ela amou! Ela também autografou e me deu uma cópia dessa foto que eu tinha levado. Com aquela voz meiga, calma, e muito doce, ela ficou também com o meu coração e eterna admiração. Tiramos uma foto oficial, pedi um último abraço, e ela deu com todo carinho possível e eu fui embora com o sorriso rasgando o rosto de tão grande. Aconteceu mesmo, eu conheci o meu ídolo. Outra boa notícia foi que ela disse que espera voltar em breve para o Recife. Vamos continuar torcendo muito para ser verdade.

É, gente, sonhos podem mesmo se tornar reais se você desejar com muita força e bondade no seu coração. Você acredita nisso? Então feche os seus olhos e peça com toda força para conseguir realizar. Depois? Vá atrás! Só tome cuidado para não prejudicar ninguém no meio do caminho, afinal, para tudo na vida há uma consequência. Ah! E cuidado com o que você deseja! Afinal, como eu disse, sonhos podem MESMO virar realidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s